Paulo Milreu – Mentor, Coach, Consultor, Palestrante, Professor, Empresário e Empreendedor

O dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta.

O dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta.

Eu acredito que o dinheiro é bom. Sim, é muito bom. E é bom para aquilo que ele se propõe e ponto. Não para “trazer felicidade” ou mesmo para “comprar felicidade”. O dinheiro é bom para pagar os melhores recursos de saúde para nossas vidas, as melhores oportunidades de lazer, o maior tempo possível com quem você ama, o tempo que você quer para fazer o que gosta, e tudo aquilo que você sonha. Sim, o dinheiro é muito bom pra isso. E quero falar da Riqueza Plena.

E você teria outra forma de ter essas mesmas coisas?

Em 2009 meu pai faleceu após uma cirurgia e eu gostaria de ter tido muito mais dinheiro do que tinha para oferecer um tratamento muito superior ao que ele teve. Não que ele não teve o melhor para aquele momento, mas era o melhor que nossa família pode proporcionar para ele. Não que isso mudaria o rumo da história dele, mas com certeza eu gostaria de feito mais. E o dinheiro proporciona isso. Proporciona os melhores médicos do mundo, os melhores hospitais.

Novamente ressalto que não se trata de ter dinheiro para algo que ele não foi feito. Meu pai faleceu em paz, com uma vida tranquila e estava em um momento muito feliz. Mas uso desse fato doloroso para ajudar outras pessoas a entender o poder do dinheiro. E o poder para aquilo que ele foi feito.

Mas, só o dinheiro é importante?

Claro que não! E eu não disse isso. O dinheiro tem sim sua importância em nossas vidas e não podemos negar isso. E justamente quando não negamos o colocamos na posição certa, no espaço correto, no pilar correto. E é por isso que eu hoje estabeleço a busca do dinheiro dentro de um pilar que chamo de Liberdade. O dinheiro que traz liberdade e não o dinheiro que aprisiona.

Sim, porque tem dinheiro que aprisiona e é para a maioria das pessoas, que vendem tempo por dinheiro. Segundo Bob Proctor, um dos mais requisitados palestrantes do mundo quando se trata de prosperidade e a famosa Lei da Atração, 96% das pessoas no mundo vendem seu tempo por dinheiro. Se deixarem de trabalhar, deixam de ganhar, pois seu tempo está atrelado ao dinheiro. E na maioria das vezes esse modelo de geração de dinheiro te aprisiona, até mesmo te escraviza, principalmente quando você faz o que faz sem gostar ou até mesmo detestando. É o tal do Propósito que não vou me aprofundar aqui e pode ser tema de outro artigo, e que é nos dias de hoje um dos mais importantes passos que você precisa dar para viver uma vida na jornada da Riqueza Plena.

E o que é essa tal Riqueza Plena que você tanto fala?

Em 2015 eu compreendi que havia algo errado em minha vida. Eu fazia muitas coisas ao mesmo tempo, mais de 10 atividades, e apesar de gostar eu estava cansado e esperava mais resultados do que tinha. Falei disso em meu artigo intitulado “Minha grande transformação em 2015” que você pode ler aqui e depois me aprofundei nesse tema no artigo “Foco x  Multitarefa: a luta do bem contra o mal” que você pode ler aqui.

Riqueza-Plena-15x21-Foto O dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta.

Sim, é sobre ter foco que estou falando.

A partir dali, quase 3 anos atrás, comecei a desenvolver uma visão do que seria uma vida plena, em uma jornada em busca da plenitude, da completude. Uma vida que eu sonhava, que eu almejava, que me trouxesse paz e serenidade, saúde e tranquilidade, alegria e amor, prosperidade e abundância. Tudo o que o Universo oferece e está disponível para todos em completa sintonia com ele (apesar da maioria esmagadora das pessoas não compreenderem isso, pois estão presas à Matrix – um dia falo mais sobre isso). Ampliei meus estudos sobre prosperidade, sobre abundância, sobre riqueza, e percebi que ainda são temas polêmicos e proibidos para muita gente. Ou porque essas pessoas tem preconceitos advindos de crenças antigas, familiares ou da sociedade, ou ainda que advém da própria religião. Frases que detonam o registro no inconsciente que estabeleceram suas crenças, como “O dinheiro não dá em árvore” ou ainda “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus” ou ainda outra frase limitadora que é “O dinheiro é a raiz de todos os males”. Essa última é muito ruim pois você está programando seu inconsciente para não se tornar uma pessoa má tendo dinheiro!

E junto à isso você acredita ainda que dinheiro não traz felicidade, que se nasceu pobre não pode se tornar rico, ou ainda que se você tiver dinheiro você será “menos espiritural”. Todas frases sabotadoras e limitadoras e que podem estar te impedindo de uma vida plena. Sim, porque ter dinheiro faz parte de uma vida plena, completa. E é aqui onde entra a minha tese, sendo testada e comprovada nos quase 3 anos de pesquisa, estudo e aplicação, participando de treinamentos nacionais e internacionais em todo o Brasil e lendo centenas de livros sobre temas relacionados.

Os 3 pilares da Riqueza Plena

Lendo um livro sobre a trajetória de se tornar um milionário, com o título “A via expressa dos milionários”, onde o autor MJ DeMarco desmistifica o caminho longo para ter uma vida com milhões, eu descobri essa ideia inicial dos 3 pilares. A partir dali, reunindo dezenas de milhares de outros conceitos de Napoleon Hill, T. Harv Eker, Wallace Wattles, Brian Tracy, Bob Proctor, Jacob Pétry, Jober Chaves, Geraldo Rufino, Carlos Wizard Martins, Flavio Augusto, Thomas J. Stanley, William D. Danko, Ricardo Geromel, Steven K. Scott, Dr. Joseph Murphy, Blair Singer, Doug Nelson, Elio D’Anna, Deepak Chopra, Gustavo Cerbasi, Andy Andrews, Amy Cuddy, Paulo Vieira, Daniel Goleman, Mario Sergio Cortella, Leandro Karnal, Dave Asprey, Nuno Cobra, Charles Duhigg, Dr. David Perlmutter, Dr. Wiliam Davis, Dr. Uronal Zancan, entre muitos outros, eu comecei a estruturar o que hoje se torna um método, um caminho, uma jornada para seu auto-conhecimento e viver uma vida em Riqueza Plena.

E quais são esses 3 pilares?

A Saúde, os Relacionamentos Profundos e a Liberdade. E falo da Saúde Plena, que envolve a saúde física, a mental, a emocional e a espiritual. Os Relacionamentos Profundos (então não são superficiais) com esposa e filhos (ou pais se você não for casado ou casada, e também namorado ou namorada), familiares, amigos e colegas de trabalho. E a Liberdade, que começa pela financeira, trazendo a liberdade de tempo e geográfica.

Riqueza-Plena-15x21-Foto O dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta.

Meu trabalho no desenvolvimento desse método, o Método da Riqueza Plena, foi decodificar todo o processo para viver uma vida em Riqueza Plena e não apenas fazer pequenas mudanças e entender que esse é um objetivo que se atinge rapidamente e pronto. Não! É uma jornada, uma caminhada, um processo nessa direção, vivendo EM Riqueza Plena. E nessa estruturação eu desenvolvi as 6 ferramentas para você aplicar, viver, pois são 6 ações, são 6 atitudes que você deve ter para essa jornada.

E o dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta? Onde entra em tudo isso?

Primeiro é importante eu ressaltar que acredito também que o dinheiro é uma passagem. Sim, uma passagem. Ele irá chegar na sua vida, e passará por ela, o deixando próspero e abundante. Não se tratar de passar e te abandonar! Não é isso! Se trata de entender que você precisa deixar essa busca do dinheiro pelo dinheiro, sem qualquer propósito maior e sem enxergar a abundância do Universo. Sem entender que ao fazer o bem maior, pensar grande para a sociedade, pensar em ajudar milhares ou milhões de pessoas, você irá se tornar milionário. O dinheiro irá chegar para você, ele passará por você, sua busca desenfreada acabará. E, ao dinheiro passar e deixar esse rastro de prosperidade e abundância você perceberá que há algo maior – e melhor – que são as demais liberdades que o dinheiro traz (geográfica e de tempo) e principalmente os demais pilares: saúde e relacionamentos profundos. É a ausência do dinheiro, da liberdade financeira, que pode estar atrapalhando sua dedicação à saúde e aos relacionamentos profundos. Quer um exemplo?

Riqueza-Plena-15x21-Foto O dinheiro que aprisiona e o dinheiro que liberta.

Pense no pai de família que trabalha das 8 às 18h para dar o melhor para sua família. Dar uma casa confortável, a melhor educação para os filhos, a melhor alimentação, o melhor lazer. Ele acorda cedo, antes das 6h, pega trânsito e fica estressado. Tem um horário apertado para almoçar, e para economizar e na correria não se alimenta de forma saudável, come fast-food (ou melhor: junk food), volta ao trabalho, aguenta um chefe que não suporta, não se sente valorizado, sai do trabalho às 17 ou 18h, pega trânsito, chega em casa de “cabeça cheia” e irritado, toma um banho, pega a comida no forno pois a família já comeu, senta na frente da televisão para “relaxar” (mal ele sabe a programação passiva que ele está sendo sujeitado) e quando o filho se aproximada ele responde de forma ríspida pois “só quer um pouco de paz”. Faz as contas e não sabe se poderá levar a família para a praia esse ano, pois o dinheiro tá curto, as contas aumentaram, e o salário dele não aumenta faz anos. Acha que a vida é assim mesmo, todos que conhece vivem assim, a culpa é dos políticos, da lava-jato, da corrupção, do Brasil, de tudo. Em alguns casos acaba bebendo algo alcoólico para esquecer tudo isso. Vai dormir pois no dia seguinte a rotina começa de novo. Oh vida!

Como esse pai de família vai pensar em liberdade? Em saúde? Em melhorar seus relacionamentos? Ele se irrita pois “o mundo não é cor-de-rosa”!

Ele vende seu tempo por dinheiro. Ele é prisioneiro.

Essa é a vida de quem é prisioneiro do dinheiro. O dinheiro que aprisiona. O tempo atrelado ao dinheiro. A realidade de 97% das pessoas do mundo. O ciclo vicioso de quem acaba não tem disciplina e um plano de ação para mudar o curso da vida, de quem acaba se tornando tudo aquilo que não queria para sua vida, mas nunca planejou em detalhes e clareza quem realmente queria ser, o que deveria fazer e tudo o que queria ter. Quer estar nos 3% felizes e que tem sucesso em todas as áreas da vida, que realmente estão em uma jornada de Riqueza Plena. Mas não sabe como. E agora?

“Não permita que seus amigos, familiares, professores, qualquer um, não permita que ninguém diga que seus sonhos para você e sua família são impossíveis. Eles são possíveis. Não seja uma daquelas pessoas que em 20 anos estará andando por aí com um emprego de 9 horas, 5 dias por semana, parecendo miserável, com raiva e amargurado”. – Howard Schultz, CEO do Starbucks

Eu posso te ajudar na sua jornada da Riqueza Plena

Quem está nessa situação, prisioneiro e escravo do dinheiro, e já percebeu que esse ciclo vicioso está prejudicando seus relacionamentos e sua saúde, na maioria das vezes não vê saída. Não enxerga uma alternativa, acredita que sua vida “é assim mesmo e não existe opções”. E para essas pessoas eu tenho procurado dar uma mensagem de esperança, tenho procurado ajudar com meu trabalho como Mentor & Coach, onde colaboro em sua jornada para uma vida em Riqueza Plena. Onde às ajudo a reestruturar ou elaborar um plano de ação, partindo da descoberta de seu propósito e caminhando junto para a conquista de seus sonhos, de sua liberdade e de uma super saúde. Eu posso te ajudar! Eu te ofereço 6 ferramentas poderosas para isso. Esse é meu propósito de vida. Conte comigo!

 

Fechar Menu