Paulo Milreu – Mentor, Coach, Consultor, Palestrante, Professor, Empresário e Empreendedor

Para quem está começando, empreender em uma franquia é um bom negócio

Para quem está começando, empreender em uma franquia é um bom negócio

Segundo o GEM 2015 (Global Entrepreuneurship Monitor) estima-se que 52 milhões de brasileiros com idade entre 18 e 64 anos estavam envolvidos na criação ou manutenção de algum negócio, na condição de empreendedor em estágio inicial ou estabelecido.

Ao lado desse número temos no Brasil hoje uma das maiores taxas de desemprego dos últimos tempos, totalizando mais de 11 milhões de trabalhadores fora do mercado de trabalho.

horizonte-free Para quem está começando, empreender em uma franquia é um bom negócio

Qual a relação entre essas duas informações?

Podemos falar em dois tipos de empreendedorismo: de oportunidade e de necessidade. De oportunidade é quando o indivíduo tem uma ideia e um interesse em abrir seu próprio negócio, enxerga uma oportunidade, e vai em frente. E de necessidade, quando o indivíduo perde seu emprego e empreender é a única saída (ou uma das únicas).

Não há nada de mal em empreender por necessidade, e nesses tempos de desemprego alto temos aí um batalhão de pessoas em busca de abrir seu próprio negócio, como uma saída para a dificuldade de recolocação. Temos apenas que ter mais atenção e fazer as escolhas certas.

E uma das escolhas que vejo como mais certeiras pra quem vai empreender por necessidade é a compra de uma franquia, um negócio já formatado e testado. E portanto essa escolha deve ser feita com base em muitas informações da franquia, dos seus franqueados atuais e do mercado. Pesquisar é a chave pra começar essa escolha.

Temos no mercado de franquias a oportunidade de escolher negócios em segmentos como tecnologia, serviços domésticos, educação, varejo, móveis, vestuário, saúde e alimentação, entre vários outros. E também em várias faixas de investimento, começando em R$ 5.000 até mais de R$ 1 milhão. As franquias na faixa de investimento de até R$ 65.000 são consideradas microfranquias, e possibilitam um retorno desse investimento em até 12 meses (algumas dessas redes).

Porque escolher uma franquia para meu próprio negócio?

Considerando que você sempre foi empregado, está começando agora a empreender, esse caminho é mais próximo da experiência que você já vivenciou pois irá atuar em um modelo de negócio já formatado, terá apoio de uma equipe da franqueadora para que seu negócio dê resultado e tem uma marca já estabelecida para trabalhar. Para quem vai começar, é o melhor dos mundos.

Claro, existem franquias e franquias. E tudo tem relação com a franqueadora, a empresa por trás da rede, que criou o negócio, que conduz todos os processos, dá suporte, cuida da marca e dos produtos, e faz o negócio se expandir no mercado. Escolher bem a franqueadora é determinante para o seu sucesso. Mas como fazer isso?

horizonte-free Para quem está começando, empreender em uma franquia é um bom negócioExistem muitas dicas espalhadas por aí, mas eu quero recomendar a leitura do livro “Checklist Minha Franquia”, de autoria do meu amigo José Rubens Oliva Rodrigues, que trata de 260 perguntas que você deve fazer ao escolher uma franquia pra comprar. José Rubens é fundador e CEO da Guia-se, a maior franquia de marketing digital do Brasil e também Diretor de Microfranquias da ABF – Associação Brasileira de Franchising, a entidade que mobiliza esse setor.

Você precisa fazer muitas perguntas

A chave para você escolher sua franquia é perguntar. Você precisa levantar informações, falar com os franqueados atuais (o maior número possível), falar com franqueados que saíram da rede, conversar com mais executivos da franqueadora, consultar a ABF, pesquisar no Google, no ReclameAQUI, e nas rede sociais. Faça um trabalho profissional de pesquisa e levantamento, e assim você reduzirá as chances de errar. E assim você já começa com um comportamento empreendedor, que é pesquisar e analisar antes de tomar uma decisão.

Compartilhe sua decisão de procurar uma franquia com sua família, com sua esposa ou marido, com seus filhos, com seus pais. Mostre a todos que sua escolha irá mudar o ritmo do seu trabalho pois agora você se tornará um empresário e seus horários mudarão, seus dias de trabalho mudarão, os dias de descanso também, e principalmente sua prioridade mudará. Reflita sobre isso, pois empreender é maravilhoso, eu posso garantir. Mas exige uma decisão firme e forte, que precisa estar alinhada com seu propósito de vida.

Bom, sobre propósito eu vou me aprofundar em outro artigo. 

Sucesso em sua nova empreitada. Busque ter um negócio extraordinário!

Fechar Menu